quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Do baú da vovó



Estivemos recentemente passeando pela feira de antiguidades no vão livre do Masp, em São Paulo-SP, e refletimos muito sobre a quantidade de 'bugigangas' que estão espalhadas pelo mundo. Chamou minha atenção um foto muito antiga numa moldura e figuei me perguntando quem teria sido aquele homem. E todas aquelas outras coisas tão bem conservadas expostas à venda? A quem pertenciam? Qual a sua história?

Toda família tem um 'baú' de recordações: as xícaras da tia-avó, o relógio do vovô, os cristais da Mamma, a mesinha da nona, as toalhas de crochê da vovó, a máquina de escrever do pai... álbuns de fotografia, peças de enxoval... e assim por diante.

Objetos cheios de requinte nos detalhes, confeccionados com delicadeza, em geral por um artífice. Coisas que só encontramos em feiras de antiguidade ou no 'baú da vovó'.
Aqui em casa não é muito diferente. Temos móveis e objetos carregados de história que vieram para cá e numa mistura harmônica com nossas peças criam a história da nossa casa. No entanto, vire e mexe aparece uma peça nova que precisa de algum restauro.

Ronaldo Ortega
Na linha do resgate da memória, do reuso e do reaproveitamento de materiais, encontrei um poçoscaldense autodidata, que usa sua criatividade para  novas formas e utilidades a pedaços de madeira ou peças antigas deixadas em caçambas, por exemplo.

Ronaldo Ortega trabalhava num escritório de contabilidade quando resolveu tentar a vida Estados Unidos. Sem ter uma profissão definida, inicialmente se propôs a qualquer tipo de trabalho. Até que um dia resolveu arriscar e anunciou seus serviços: "Faz Tudo!" Foi então que consertando uma coisa aqui e outra ali iniciou pequenos reparos em móveis -lixar, pintar...

Ao voltar para o Brasil, montou sua oficina. Hoje trabalha com restauro de móveis e cria outras utilidades para aquilo que poderia estar no lixo ou entulhado no fundo de uma garagem.

Seu Studio fica na  Av. José Remigio Prezia, 1331- Poços de Caldas. Mesmo que você não precise de nada, conhecer o armazém e seu trabalho já vale algumas horas de muita diversão.

"Um armazém... de arte"
Ronaldo Ortega Studio
Peças únicas com matéria prima garimpada, como esta mesa
feita com azulejos hidráulicos e pastilhas de mármore
com pés de peroba e moldura de cumaru.
@ronaldoortegastudio
Como disse Lavoisier: "Na natureza nada se cria (se perde), tudo se transforma" .
 Partes de um guarda roupa, num processo de transformação 
em algo bonito como tudo no @ronaldoortegastudio
Tudo junto e misturado
Reaproveitamento de materiais - marchetaria

Pedaços de madeira transformados em peças decorativas
Restauro de móveis


Baú restaurado - recoberto de couro




GUIA

Ronaldo Ortega Studio
Av. Jose Remigio Prezia, 1331
Poços de Caldas-MG


Um abraço, 
Angela Caruso

3 comentários:

  1. Querida cliente agora amiga Angela, que deliçia de presente numa fase dificil. muito obrigado, grande abraço...

    ResponderExcluir
  2. Claudia Helena O Acerbi14 de agosto de 2014 03:54

    Vemos o dom de Deus revelado atraves das maos de Ronaldo Ortega...cada trabalho, cada peça, fazem nossos olhos brilharem ao ver quanta beleza pode ser mostrada em algo que estava sem vida e sem valor e como uma peça que ja ė linda, pode ficar maravilhosa ao passar pelas maos dele. Linda homenagem a um grande mestre da restauraçao...vale a pena conhecer suas peças...quem ja ama esse trabalho, vai se maravilhar, quem nao conhece, vai se apaixonar...

    ResponderExcluir
  3. Parabéns, Ronaldo Ortega! Seu trabalho pelas lentes da Angela Caruso ganham um toque a mais... Sucesso!!! Abraço

    ResponderExcluir